Democracia, Petróleo e Matemática

Há uns tempos atrás, o preço por barril do petróleo bruto, tinha aumentos todas as semanas…

Nunca se percebeu bem porquê, pois os produtores iam dizendo que não tinham aumentado os preços!

No mercado nacional, os bons dos revendedores, com muita pena, iam aumentando os preços dos derivados: gasolina e gasóleo!

E como que a justificar, ia-se dizendo, que os preços eram a consequência inevitável do aumento do preço do crude nos mercados internacionais.

Em Democracia e numa economia de mercado, até posso perceber a matemática dos senhores 3 centimos.

Não gosto, mas consigo perceber que não queiram partilhar as reformas e os sacrifícios com os restantes cidadãos. Se eu pudesse também era tentado a fazer o mesmo!

Eu não percebo nada de crude, de barris e, dos mercados do ouro negro, porque se percebesse, era capaz de já não estar aqui sentado a escrever para este blog.

…Ou se estivesse, acredito que teria uma envolvencia mais rica em mar e com um calorzinho bem temperado com umas bebidas frescas!

De certeza que iria ter ideias cheias de frescura e de alegria.

Até me esquecia das reformas.

Por isso, tenho mesmo pena dos senhores 3 cêntimos

Agora, oiço dizer que o crude, nos mercados internacionais, está a baixar o preço!

Fiquei contente, pois pensei: 3-1=2 e, imaginei que ia enriquecer a minha felicidade com uns cêntimos por litro.

Afinal a matemática, nestas coisas, costuma ser igual para todos…Costuma ser democrática!

…Não é que hoje oiço um senhor, daqueles dos 3 centimos ( desculpem mas não me dei ao trabalho de lhe fixar o nome…) a dizer que afinal a matemática não era igual para todos.

Depois de muitas contas, chegaram à conclusão, com muita pena (nossa!), que 3-1 era igual a 3.

Esta é a parte da história que eu não consigo compreender!

Pelo esforço que fizeram para me explicar estas coisas, finalmente percebi a dificuldade que os professores têm em ensinar a matemática aos nossos alunos e sobretudo a dificuldade que estes devem ter para perceber isto tudo…

Se calhar é por isso, que só alguns conseguem andar no negócio do petróleo.

Até pensei numa teoria para este fenómeno : “Os bons alunos no Português e maus na Matemática são optimos a vender petróleo, os maus alunos no Português e bons na Matemática, são óptimos a pagar gasolina e gasóleo” – Só me falta testar a eficácia.

Eu quero acreditar na Matemática e confesso que nunca dei muita credibilidade ao petróleo…

O problema é o meu carro que “anda, logo existe.” e, ao piscar suave de uma luzinha, dá-se uma tempestade na minha carteira!

Ulisses Pinto

Anúncios

5 responses to “Democracia, Petróleo e Matemática

  1. Obrigada, muito obrigada, obrigadíssimo Ulisses porque finalmente alguém me expliqua cientificamente (porque é uma teoria) porque continuo a pagar gasolina, a escrever este e-mail (enfim, com o mar não ao fundo, mas ao lado) sentada numa pobre cadeira, com um copo de água – mas para consolo dos que nos lêm, na melhor das companhias que essas não se pagam, nem se vendem!!!!

  2. Pingback: Deco e Gasolineiras « VIA LATINA

  3. Pingback: A Vida de um TERTULIANO « VIA LATINA

  4. gostei muito e também me ajudou muito!

  5. Pingback: Democracia, Petróleo e Matemática-II « VIA LATINA

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s