Salazar Marialva, ou o equívoco da História!

África Today Online – “Massacres em África” de Felícia Cabrita.

Uma das poucas vezes que dei a minha atenção a Felícia Cabrita foi há uns poucos de anos atrás, no que hoje conhecemos como o ” Processo Casa Pia”.felicia

Não que seja fã ou adepto da sua escrita mas, porque associado à sua figura curiosa, simpatizei com com o seu inconformismo, projectado no seu papel de descolorir uma das fotografias sordidas e cinzentas da nossa história social.

Mas a expectativa, também deu lugar ao descrédito, pois tudo o que é demais também cansa…

…Por isso, também rápidamente no meu imaginário deixou de existir a Felícia Cabrita…Sem juízos de valor!

Para mim a Internet, é um fenómeno que dura à 14 anos…mais coisa, menos coisa!

Como no princípio dos princípios (para mim, claro!), as palavras eram medidas ao caracter e, as imagens eram um bom exercício da imaginação.

No tempo em que o que mais próximo que encontrava da minha língua, era o espanhol.

…No tempo em que uma das diversões nos diferentes foruns, era falar espanhol, pois danava “Amaricanos”…E fazia as delícias de Hispânicos!

…Desde esse tempo que um dos meus vícios é deixar a minha alma vogar por este mundo virtual…

…Sem destino…

…Sem objectivo….

…Sem critério!

Apenas, deixar-me levar pelas correntes e pelas ondas!

Ainda hoje faço isso…

…E, é nessas viagens de descoberta, do acaso, que encontro as coisas mais curiosas e, até inconcebíveis, que um qualquer ser humano como eu, pode encontrar e até entender!

… E foi assim, que sem querer, voltei a encontrar a Felícia! 

Não…Não encontrei a Felícia num bar e muito menos passei a noite a falar com ela!

Encontrei dois títulos…

…Dois títulos que me despertaram a curiosidade:

” Massacres em Àfrica” e

” Mulheres de Salazar”

Confesso que não li nem um, nem outro!

Como não sou crítico literário, espero estar desculpado!

Sobre o primeiro tema, ainda li alguns excertos…Num Forum de saudosistas do regime, que a exemplo de outros (como por exemplo os Nazis alemães), querem fazer-nos acreditar que a história é um equívoco!

Se calhar ambos os títulos, são eles também um equívoco da história.

Não sendo demasiado velho, pelo menos ainda tenho os sentidos todos a trabalhar, sou do tempo de ambos os acontecimentos!

…O primeiro tema, nem sequer é inédito… No meu tempo de estudante, existia na biblioteca escolar, um livro que falava sobre estes acontecimentos! – Confesso que já não me lembro do nome…

De uma forma horrenda diga-se…

E se olharmos pela luneta da parcialidade, não tenho dúvidas da injustificabilidades dos actos!

Costuma-se falar das águas do rio, que tudo levam pela frente, mas poucos se lembram das margens que o comprimem. ( Brecht adaptado)

Se os acontecimentos foram brutais…Vive no nosso esquecimento a brutalidade que os provocou.

Seria interessante conhecer Angola até 61 e como se vivia.

Seria interessante saber como funcionavam as roças de café!

Seria interessante saber como eram engajados “os negros do sul”!

Seria interessante conhecer a mentalidade das margens, que provocaram aquele rio de revolta!

Talvez, por isso, o José Lello não se sinta arrependido!

…E, eu, estou à vontade para falar, porque também deixei lá carne, da minha carne!

O segundo título deixou-me estupefacto!

Confesso que fiquei baralhado com o ditador!

Durante o tempo que vivi no regime, nunca me preocupou muito, quais as apetências sexuais do homem.

Preocupou-me, sempre mais, o Campo de S. Nicolau, que era uma espécie de condomínio fechado, para onde iam os tipos da UPA e mais tarde FNLA!

Os do MPLA, eram sempre muito desastrados e, constava, que caiam dos aviões ( acho que tinham a mania de tropeçar!…) ou então perdiam-se pelo caminho!

O hábito dos desaparecidos, desaparecerem mesmo, já vem daquele tempo!

Bem, por um motivo, ou por outro, os azarentos não chegavam a S. Nicolau!

Também me preocupava o Tarrafal!tarrafal-praia

Naquele tempo, constava que era o único solário de serviço!

O negócio estava ainda no princípio!

Mas aquilo logo que abriu, teve logo muito movimento… Aquilo era só candidatos para a frigideira!

presosE lá iam todos cantando e rindo…

Todos contentes e felizes da vida…

 

 

Atão…Afinal o Ditador, não era ditador, era Marialva!salazar

 

Malvado Vício!

Vou ter que o largar, não vá ainda  descobrir que o mundo é quadrado e, o Universo é uma miragem!

Ulisses Pinto

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s